PRESIDENTE DO GRÊMIO DIZ QUE CLUBE VAI DEIXAR DE ARRECADAR 25 MILHÕES

Elson Pinheiro Profissional há 11 meses
sobre paralisação por coronavírus...

Ao ser eleito presidente do Grêmio, em novembro de 2014, Romildo Bolzan Junior tinha alguns desafios, como a compra da Arena, a fidelização do quadro social, a retomada do protagonismo no futebol e a liquidez das finanças. Os objetivos foram quase todos atingidos. O clube voltou a vencer grandes competições(Copado Brasil 2016 e Libertadores), revelou diversos jogadores (Walace,Artur,Pedro Rocha,Luan,Everton, Pepê, entre outre outros), teve aumento do número de sócios e passou a ter uma situação econômica estável. A negociação para adquirir o estádio segue em curso e tem alguns avanços, que são mantidos em sigilo pelas partes envolvidas. ara se ter ideia, o Grêmio iniciou 2020 projetando superávit de R$ 1,1 milhão. Se a marca for atingida, será o quinto ano consecutivo em que o clube terminará com as contas em valores positivos.  

Presidente do Grêmio pede suspensão de até três anos ao River ...

Mas a inesperada pandemia do coronavírus, que praticamente paralisou o mundo, está obrigando o clube a refazer os cálculos e trazendo um novo desafio aos dirigentes, coma as atividades suspensas, o prejuízo virá através de falta de bilheteria, inadimplência no quadro social, exposição de patrocinadores, entre outras fontes de arrecadação.

Romildo Bolzan é reeleito presidente do Grêmio

 — Achamos que deixaremos de arrecadar R$ 25 milhões. Estamos ajustando o fluxo agora. Depois será feita a readequação orçamentária, através de repactuação de tudo. Tomaremos medidas para não perder nosso ajuste — disse o presidente gremista, que se recuperar da covid-19, em conversa com a reportagem de Gaúcha ZH. O Grêmio já chegou a um acordo com o grupo de jogadores sobre redução salarial durante o período de paralisação. Outra medida já definida será a concessão de 20 dias de férias, a partir de 1ª de abril. 

Notícias Relacionadas