OVACIONADO NO FLA FLU FELIPE MELLO PROMETE ENTREGA

Elson Pinheiro Profissional há 3 meses
e diz que “grandes coisas estão por vir”....

Já virou febre: basta Felipe Melo tocar na bola para os “latidos” de “Ruf Ruf” ecoarem pelas arquibancadas onde fica a torcida do Fluminense. Bastaram apenas três jogos para o jogador cair as graças da galera. Mas é justificável. O camisa 52 foi um dos principais nomes do Tricolor na vitória por 1 a 0 no clássico contra o Flamengo na tarde deste domingo (06/02), no Estádio Nilton Santos. Para Felipe, o resultado do Fla-Flu é importante para dar confiança para a sequência da temporada, mas que os objetivos do clube são muito maiores e que a caminhada rumo às glórias desejadas está apenas no começo. “Antes de tudo, máximo respeito ao Flamengo, que é uma equipe que não à toa vem brigando por todos os troféus possíveis. Então isso faz com que seja ainda mais doce essa nossa vitória. Porque a gente sofreu quando a gente teve que sofrer, mas quando tivemos nossa oportunidade fomos capazes de matar o jogo. É agradecer muito a Deus, primeiro pela oportunidade de estar jogando pelo Fluminense junto a esses guerreiros. Mas eu quero passar para nossa torcida que é o início de uma temporada e o nosso objetivo maior é ser campeão. Então, foi apenas um jogo, que nos dá confiança, mas temos que entender que tem muita coisa pela frente ainda, e quem sabe a gente não possa se encontrar novamente em uma final. Eu quero é ser campeão. Esse é um jogo importante, que dá confiança, mas temos que ter os pés no chão, humildade, sabendo que não vencemos nada ainda e que grandes coisas estão por vir”, afirmou o jogador.




Ovacionado pela torcida que compareceu ao estádio neste domingo, Felipe Melo não fez a menor questão de esconder a felicidade por ter seu nome gritado a plenos pulmões nas arquibancadas. Para o jogador, todo esse carinho é consequência de sua postura no dia a dia, com máxima dedicação ao trabalho. Ídolo por onde passou, o camisa 52 comemorou essa relação de carinho que já vem construindo no Fluminense e garantiu que deixará sempre até a última gota de suor em campo enquanto vestir a armadura tricolor.  “Eu não joguei à toa na Inter de Milão, na Juventus, na Fiorentina, no Galatasaray, ganhei título com a seleção brasileira e fiquei tantos anos em um grande clube como é o Palmeiras também. E agora tenho a oportunidade de estar aqui no Fluminense não pela minha técnica. Vejo que eu tenho uma técnica boa, apurada, mas pela entrega diária.

Não somente a entrega nos jogos, mas o profissional que eu sou. Isso é a lei da semeadura, a gente colhe o que foi plantado. Então agradeço muito a Deus por me fazer um profissional desse calibre e por poder ter a oportunidade de estar num grupo como esse, num clube maravilhoso como é o Fluminense. Eu acho que isso que o torcedor tem feito é porque eles têm visto o quanto eu me entrego dentro de campo. Vai ter vezes que eu não vou estar muito bem tecnicamente, o que é normal, mas entrega nunca vai faltar. Então eu vim para o clube certo, aqui é um time de guerreiros. E guerreiro é isso, nunca se entrega, vai até o final, sempre lutando pelo ideal, pelo objetivo que é a vitória”, declarou.

Notícias Relacionadas