CRUZEIRO PERDE NA ARENA CONDÁ EM CHAPECÓ

Elson Pinheiro Profissional há 1 ano
chapecoense 2x0 Cruzeiro...

 

Em mais um jogo em que foi prejudicado pela arbitragem, o Cruzeiro perdeu para a Chapecoense, por 2 x 0, na noite deste sábado, na Arena Condá, em Chapeco-SC, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado adverso interrompeu uma sequência de cinco jogos de invencibilidade do time cinco estrelas, que buscará a reabilitação na próxima quarta-feira, às 19h30, contra o Paraná, novamente fora de casam no estádio Durival de Britto, em Curitiba. O jogo, que começou com atraso de 1h20 por causa de queda de energia em refletores do estádio, foi bem equilibrado no primeiro tempo, com a marcação levando a melhor sobre a criação e nenhuma chance efetiva de gol aconteceu.

Pelo Cruzeiro, Rafael Sobis e Bruno Silva foram quem mais chegaram próximos ao gol adversário, em chutes da intermediária. O primeiro deles foi defendido por Jandrei e o outro saiu à direita do gol. Já a Chapecoense fez Fábio trabalhar em uma finalização de Leandro Pereira, que o melhor goleiro do Brasil segurou com tranquilidade. O equilíbrio se manteve na etapa final, com o Cruzeiro levando perigo em um cabeceio de Léo, acima do gol, e especialmente em uma finalização de Raniel, que Jandrei defendeu no ângulo.
Mas, aos 34 minutos, Apodi cruzou e Bruno Silva escorou para o gol. A bola bateu no braço do atacante e entrou, mas a arbitragem ignorou o toque e validou o gol irregular da Chapecoense.

O Cruzeiro quase empatou, em um chute de Egídio, de fora da área. A bola desviou em Rafael Thyere e saiu à linha de fundo, com muito perigo. Buscando o empate, a Raposa deu mais espaços para o adversário, que teve chance clara para marcar outra vez, novamente com Bruno Silva, mas Fábio fez grande defesa e colocou para escanteio. Nos acréscimos da partida, aos 49 minutos, o ex-cruzeirense Elicarlos soltou uma bomba de longa distância, no canto esquerdo de Fábio, sem chance alguma para o goleiro cinco estrelas, decretando a vitória do time da casa sobre a melhor defesa do Brasileirão. Pelo segundo jogo consecutivo, o tetracampeão brasileiro foi prejudicado pela arbitragem. Neste sábado, o árbitro Grazianni Maciel Rocha, validou o gol irregular de Bruno Silva, que usou o braço para marcar.

Na partida anterior, no empate em 1 x 1 com o Vasco, no Mineirão, foi a vez do árbitro Luiz Flávio de Oliveira prejudicar bastante o Cruzeiro, ao não marcar dois pênaltis em Edilson e Raniel. “Mais uma né. Já é o segundo jogo que o Cruzeiro foi prejudicado. A gente tem que ficar de olho, porque talvez tenha gente querendo que a gente não vença isso”, disse o atacante Rafael Sobis. O treinador Mano Menezes também comentou sobre o erro da arbitragem e ressaltou ainda a busca pelos três pontos na partida seguinte, contra o Paraná, em Curitiba. “O Apodi foi lançado em profundidade, demoramos para acompanhar e aí veio o cruzamento e o gol irregular, como todos vocês devem ter visto. Gol com a mão sempre irrita né, então a gente se irrita um pouquinho”, disse ele. “Vamos trabalhar e colocar a cabeça no lugar para tentar escrever uma história diferente jogo na próxima quarta-feira contra o Paraná”, completou.

CHAPECOENSE 2 X 0 CRUZEIRO
Motivo: 11ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 09/06/2018 (quarta-feira)
Local: Arena Condá, em Chapecó-SC
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha-RJ (CBF-AB)
Público: 6.637 pagantes
Renda: R$ 136.420
Gols: Bruno Silva, aos 34 min., e Elicarlos, aos 49 min. do 2º tempo


Cruzeiro: Fábio; Edilson, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Bruno Silva (Marcelo), Robinho e Thiago Neves (Lucas Romero); Rafael Sobis e Sassá (Raniel)
Técnico: Mano Menezes
Chapecoense: Jandrei; Apodi (Eduardo), Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo e Canteros; Arthur (Bruno Silva), Wellington Paulista (Luiz Antônio) e Leandro Pereira
Técnico: Gilson Kleina
Cartões amarelos: Rafael Sobis, Edilson e Robinho (Cruzeiro); Arthur e Elicarlos (Chapecoense)

 

Notícias Relacionadas